segunda-feira, 11 de julho de 2011

CHÂTEAU LES COUTINES 2009

Num almoço, um amigo diz-me que trouxe um vinho branco para beber-mos. Um vinho branco que o tio, que vive em França e é produtor de Champagne, trouxe para o pai do meu amigo, e que como não aprecia vinho branco, colocou a garrafa no frigorífico. Como já estava a ocupar no frio, resolveu levar sem saber o que era. Ao almoço, bem fresquinha, a garrafa vai para a mesa. Pela cor, fiquei interessado, e logo que pousou no copo, ainda mais. Mas, depois de lhe tomar o aroma, disse-lhe para colocar novamente a garrafa no frio, porque ia-mos saborear o vinho no final. Porquê? Porque estávamos perante um magnifico colheita tardia. Com um aspecto limpido, lágrima média e de cor dourado. No nariz, potente. Limpo, jovem e pronunciado. Frutos tropicais como abacaxi e damasco, mel com boa intensidade, floral. Na boca, doce, encorpado, confirmando o aroma com mel e papaia muito madura, muito frutado, intenso e de final de boca médio/alto. Excelente acidez e de qualidade muito boa. Um vinho magnifico. Separados apenas pelo Sauternes Garonne, os vinhos doces de Saint-Croix-du-Mont são conhecidos por serem os melhores na margem direita, e o açúcar residual que têm  dá-lhes um excelente potencial de envelhecimento. Adorei.

Nota: 18,75
Preço:?
Enviar um comentário