sexta-feira, 11 de Julho de 2014

LOIOS BRANCO 2013

Parece que finalmente o calor chegou, e com isso trouxe a vontade de beber coisas frescas. Um dos vinhos com melhor qualidade/ preço até aos 5€, este Loios dá prazer. E é isso que interessa. Por isso, a acompanhar uma boa salada, um peixe grelhado ou sozinho, este vinho é uma boa escolha.

Nota: 14,5

terça-feira, 1 de Julho de 2014

VINHA DO ALMO TINTO 2011


Um vinho tinto vindo do Alentejo, da Herdade do Perdigão. Este tinto traz-nos aromas a frutos silvestres, ligeiras notas vegetais, alguma erva cortada, e suaves notas de baunilha, mas nada exuberante. Na boca é um vinho fácil, sem grandes pretensões, com fruta madura, frescura q.b., de intensidade média e de final médio.

Um vinho tinto bastante agradável, que dá prazer em beber, e isso é o que mais importa.

Região: Alentejo
Castas: Trincadeira, Aragonez e Touriga Nacional
Tipo: Tinto
Álcool: 14%
Produtor: Herdade do Perdigão

Nota Pessoal: 14,5
Preço: a rondar os 5€

terça-feira, 3 de Junho de 2014

SÃO LOURENÇO DO BARROCAL TINTO 2012

São Lourenço do Barrocal, Alentejo. Uma herdade de perder de vista, pois a sua dimensão é enorme, com cerca de 7,8 milhões de m2, assim está referenciado no site do produtor. Com 150.000 m2 de vinha, este produtor engarrafa duas referências: branco e tinto.

Vamos ao tinto. O que se quer mais quando se prova um vinho e dá vontade de beber mais? É o que acontece com este tinto alentejano, dá prazer pela frescura que tem, com a sua fruta presente sem chatear a boca, com acidez presente para limpar o palato de comidas mais condimentadas, com um equilíbrio muito interessante, com uma especiaria elegante e um final nada exagerado, mas correcto. Um vinho que está pronto a beber, que é feito para o dia a dia, e que depois de o provar, vai querer tê-lo por casa.

A compra para já é por email, caixa de 6 garrafas, e com sorte, não paga portes.


Região: Alentejo
Castas: Aragonês, Alicante Bouschet e Touriga Nacional
Tipo: Tinto
Álcool: 14%
Produtor: Maria do Carmo Martins Pereira
Enólogo: Susana Esteban

Nota Pessoal: 15,5
Preço: 5€ (30€ a caixa) no site do produtor por aqui   info@barrocal.pt

sábado, 17 de Maio de 2014

ADEGA MÃE CABERNET SAUVIGNON 2011

Voltei a provar este vinho, e voltei a gostar. Tinha provado no seu lançamento, ainda com muita pujança de tão novo que estava, mas com a casta identificada à primeira vez que o levei ao nariz. Tinha tudo o que a casta nos dá. Desta vez, já está mais domado, macio, com alguma elegância, mas com a casta a mostrar bem o seu perfil. Destacam-se os aromas a cereja, pimenta, cravo, algum pimentão. Na boca é um vinho de corpo médio, com frescura, acidez presente mas com bom equilibrio, de boa intensidade e de final médio. 
Um bom Cabernet de terras lusas, com a frescura da região de Lisboa.









Região: Vinho Regional Lisboa
Castas: Cabernet Sauvignon
Tipo: Tinto
Álcool: 13,5%
Produtor: Adega Mãe Soc. Agricola
Nota Pessoal: 16
Preço: 7€

quarta-feira, 14 de Maio de 2014

FAGOTE GRANDE RESERVA 2010



Um vinho de cor rubi opaco, carregado. Aromas a frutos negros, compota, especiado, baunilha ligeira, com alguma elegância. Na boca é sumarento, fresco, continuando a ser elegante, boa intensidade e de final longo e persistente. Um Douro muito atraente com um preço muito atraente.


Região: Douro
Castas: Vinhas Velhas
Tipo: Tinto
Produtor: Companhia dos vinhos do Douro

Nota Pessoal: 16
Preço: 11,90

quinta-feira, 8 de Maio de 2014

SERRADAYRES RESERVA 2012

Um vinho fácil, para o dia a dia, sem grandes pretensões. Fruta madura presente, docinho, sente-se uns especiados ligeiros, madeira presente, acidez alta. Só não entendo a designação Reserva para um vinho desta qualidade e deste preço.




Região: Tejo
Castas: Touriga-Nacional, Castelão,Trincadeira
Tipo: Tinto
Enólogo: Carlos Eduardo
Produtor: Caves Velhas

Nota Pessoal: 14
Preço: 3,79€ no Continente

terça-feira, 6 de Maio de 2014

HERDADE DA CALADA, VISITA

A Herdade da Calada fica a pouco menos de 1 hora de Lisboa, no Distrito de Évora, mais propriamente em Estremoz. Herdade de uma beleza envolvente, rodeada de eucaliptos e sobreiros, com 35 hectares de vinha, 110 hectares de olival, 60 de cereais, 215 de montado, uma barragem e várias pequenas represas de água. Produz vinho, azeite, cereais, tem gado e quem quiser passar lá uma noite ou várias, tem também uma unidade de enoturismo.



 Eduardo Cardeal, director e enólogo da Herdade da Calada

Eduardo Cardeal estava à nossa espera num dos pontos mais altos da herdade, onde pudemos provar os brancos e rosés, acompanhados do azeite, pão, azeitonas e queijos.






 O almoço foi umas boas migas de espargos selvagens com carne de porco, provar alguns dos tintos e por fim o licoroso feito a partir da casta moscatel, diferente mas muito agradável.







VALE DA CALADA 2013 BRANCO

Excelente acidez, alguma fruta presente, muito vegetal.
Nota: 14,5

PVP 4,80€


VALE DA CALADA 2013 ROSÉ
Bons aromas a fruta vermelha, algum fumo. Acidez, frescura e um ligeiro adocicado no final.
Nota: 14,5
PVP 4,50€

CALADESSA ESCOLHA 2013 BRANCO
Muito aromático, com citrinos em destaque. Boa acidez, excelente frescura.
Nota: 16,5

PVP 6,90€

BARÃO DE B RESERVA 2012 BRANCO
Notas de madeira, especiado, manga e papaia ligeira. Na boca é cheio, boa estrutura, madeira e alcool presente, com acidez media/alta, intenso e final médio.
Nota: 16
PVP 14€

CALADESSA ESCOLHA 2012 TINTO
Aromas suaves, frutado, ligeira madeira. Boa acidez e com final médio.
Nota: 16,5
PVP 9,50€

HERDADE DA CALADA TN/SYRAH 2010 TINTO
Floral, frutos negros bem presentes, potente, encorpado. Excelente equilibrio.
Nota: 16,5
PVP 12€

BLOCK N. 3 2012 TINTO
Um vinho poderoso, com fruta preta bem presente. Encorpado, boa frescura, excelente equilibrio. Muito intenso e grande final de boca.
Nota: 16
PVP 30€

CLEMENTE DE B LICOROSO
Um licoroso diferente feito de moscatel. Laranja cristalizada, frutos secos, com uma acidez vibrante. Intensidade média e final médio.
Nota: 15
PVP 7€



terça-feira, 8 de Abril de 2014

VINHOS DA ROMANEIRA

Das mais belas quintas da região do Douro, a Quinta da Romaneira não só produz vinhos de grande qualidade como azeite. A quinta fica em Alijó, onde pode sempre visitar e fazer provas de vinhos. O Sino da Romaneira 2010 é feito com Touriga Nacional (25%), Touriga Franca (25%), Tinta Roriz (30%) e Tinto Cão (20%), e tem somente 12% de álcool. É um vinho agradável, ligeiro, com aromas a flores e ligeira pimenta. Na boca tem um corpo médio, boa frescura, um vinho com bom equilibrio. Já o Quinta da Romaneira 2009 é um pouco diferente. É feito com Touriga Nacional (60%), Touriga Franca (30%), Tinta Roriz (5%) e Tinto Cão (5%). Um vinho com grande potencial, com aromas de fruta preta, floral, especiarias. Na boca é encorpado, frutado, untuoso, com boa acidez e grande frescura, um vinho intenso e muito agradável, tudo com bastante equilibrio, com a madeira a ser ligeira e bem integrada. São vinhos de perfis um pouco diferentes, mas com boa qualidade e a justificar o preço, principalmente o segundo.

Região: Douro
Tipo: Tintos
Produtor: Quinta da Romaneira

Nota Pessoal:
Sino da Romaneira 2010 - 15
Quinta da Romaneira 2009 - 17

Preços:
Sino da Romaneira 2010 - a rondar os 11€
Quinta da Romaneira 2009 - a rondar os 22€