sábado, 20 de fevereiro de 2016

DOMINÓS 2011 by VITOR CLARO



Estes vinhos são da autoria do Chefe Vítor Claro. O Salão de Frio é um tinto com 80% Touriga Francesa e 20% de outras, entre as quais alguma uva branca. Com uma cor vermelho bem aberta e límpida, nariz com aroma frutado mas sem ser excessivo, com notas de morango e flores. Na boca é um vinho de médio corpo, muito elegante e extremamente equilibrado entre acidez e fruta, tendo uma intensidade média e final médio. Um vinho apostado a estar à mesa a acompanhar variados pratos, devido à sua leveza e elegância.

Quanto ao Monte das Pratas, é um branco único composto por uma variedade de castas nada habituais, mas que o torna um vinho cheio de carácter. No seu blend encontram-se o Alicante Branco (Palomino Fino) e Pérola, além de quatro variedades diferentes de Arinto e outras tantas de Moscatel, Fernão Pires e Rabo de Ovelha. Com uma cor amarelo pálido, no nariz mostra-se bastante rico, com notas de fruta madura, cítricas, flores brancas, ligeira casca de laranja. Na boca mostra-se elegante, corpo mediano, acidez certa, boa intensidade e final médio.

Dois vinhos diferentes, em que a maioria do consumidor talvez não achasse graça, mas feitos na perfeição para ir para a mesa, acompanhar comida e serem bebidos até à última gota sem darmos por isso. Gostei bastante.
Enviar um comentário