segunda-feira, 11 de abril de 2011

VISITA À HERDADE DA COMPORTA


 A Herdade da Comporta situa-se na Comporta, perto do centro. A herdade tem 30 hectares de vinha e situa-se num vale de solo arenoso, permitindo uma exposição solar durante todo o dia. A vinha está acima do nivel do mar, e as temperaturas moderadas por estar perto do oceano, dão excelentes condições de maturidade à uva. Depois do convite para visitar a adega de Ana Cova, que aceitei e agradeço a amabilidade perante o Adega dos Leigos, foi combinado o dia e a hora para a visita que foi guiada pelo Sr. Tito P., e que visita. Muito amável, super atencioso, explicou toda a história da herdade, a sua evolução até aqui, de tudo o que a herdade tem e produz, e claro, os vinhos. A produção de vinho começou em 2003, e em 2004 ganhou medalhas com o Herdade da Comporta Tinto 2004. A adega está muito bem equipada, com 2 pisos, um onde se trabalha a uva e todo o processo de produção do vinho, e outro onde existem as cubas de inox e a sala de estágio para barricas de madeira. Tudo com muito brio, amor e dedicação. Mais uma vez agradeço imenso o convite e fica a promessa de um regresso. Obrigado.

Ficam aqui algumas fotos, e se quiserem fazer a visita, não hesitem, pois vale a viagem.



De seguida, seguiu-se a prova dos vinhos da herdade. Estavam à espera 3 tintos, 3 brancos e ainda a oportunidade de provar o rosé. Foram 3 marcas provadas, todas com tintos e brancos. 


Chão de Rolas Branco 2009

Um vinho feito de Fernão Pires, com uma cor amarelo pálido. No nariz é atraente, floral, fruta madura, citrico. Na boca é elegante, boa acidez, corpo magro, suave, de intensidade suave e de final de boca curto. Um vinho sem dúvida para acompanhar saladas ou estar numa esplanada, servido bem fresco. Um vinho agradável.

Herdade da Comporta Branco 2009

Um vinho com mais estrutura, mais elegante, mais gastronómico. Cor citrina, limpida e de lágrima média. No nariz, muito elegante. Limpo, jovem, de intensidade média a mostrar fruta madura, frutos tropicais e limão. Na boca, seco, acidez média, frutado, corpo médio, untuoso, de intensidade média e de um final de boca médio e muito agradável. Muito bom.
 Parus Branco 2009

Um vinho acabadinho de ser lançado no mercado. Feito de Antão Vaz, mostrou-se fechado no aroma mas à medida que abria sentia-se aromas tropicais a soltarem-se. Na boca, seco, muito fresco, excelente acidez, frutado, intenso e de final de boca longo. Parabéns.

Herdade da Comporta Rosé 2009

De cor alaranjado, frutado, boa acidez, caramelo suave, intensidade média e de final de boca médio. Vem aí o Verão e não podem perder este vinho.

Chão de Rolas Tinto 2009

Surpreendeu-me. Com uma cor violeta, no nariz mostrou-se com fruta madura, compota, floral. Mas andava por ali um certo alcool envolvido a ser disfarçado. Passando à boca, transformou-se. Seco, corpo médio, frutado, com taninos suaves, sentido-se alguma adstringência, intensidade média e de final médio. Um bom vinho.

Herdade da Comporta Tinto 2007

No ponto. Aconselho a todos os que virem este vinho na prateleira do supermercado a não hesitarem a compra. Um vinho muito aromático, atraente, elegante, fruta madura, intenso. Na boca, bom corpo, maduro, frutado, especiado, taninos redondos, intensidade média e de final longo. Não se vão arrepender.

Parus Tinto 2008

O topo de gama da casa. Um vinho com uma estrutura de excelência, com madeira muito bem casada com a fruta bem madura, intenso, e de final de boca muito longo. Taninos médios a mostrar que é um bom vinho de guarda. Muito bom.

Uma excelente visita, excelente prova e que mais uma vez agradeço o convite.

Notas:
Chão de Rolas Branco 2009 - 14,75
Chão de Rolas Tinto 2009 - 15,5
Herdade da Comporta Branco 2009 - 15,75
Herdade da Comporta Tinto 2007 - 16,5
Herdade da Comporta Rosé 2009 - 15,75
Parus Branco 2009 - 16,25
Parus Tinto 2008 - 16,75
Enviar um comentário