sexta-feira, 10 de setembro de 2010

À CONVERSA COM ANA BORGES

Há 25 anos que trabalha no universo da Moda e dos Modelos. Começou com 18 anos como modelo profissional, e em 1993 organizou o primeiro concurso de modelos internacional realizado em Portugal, resultando na abertura da Elite em Portugal.
Reconhecida como “ a caça talentos” são inúmeras as carreiras que com ela começaram; Barbara Elias, Marisa Cruz, Sandra Coias, Ana Isabel, Sylvie Dias, são apenas alguns dos nomes.
Integra como júri concursos vários, foi professora na Operação Triunfo, consultora de estratégia para empresas de comunicação e agencias de publicidade, e é presença assídua nos Media como “opinion leader” de Moda e Imagem.
Em Dezembro 2009 abraçou um novo projecto como responsavel de uma nova area de negocio na MAG, uma holding de agenciamento que integra - a L’Agence (Lisboa, Rio e São Paulo), a JUST, a Addvoices, o departamento de international booking e o departamento de relações publicas.




Olá Ana. desde já quero agradecer a disponibilidade de podermos falar uns minutos.
Falando de vinho, que é o tema que nos traz aqui, começo por lhe perguntar o seguinte:


Perg.: Em que altura da sua vida é que começou a apreciar vinho.

Não tenho ideia de quando descobri o vinho, mas penso que terá sido na década de 90.


Perg.: Qual é o tipo de vinho que mais gosta." tinto, branco, verde, rosé, espirituosos"

Gosto de um bom tinto, de um branco e ou rosé fresquinho e de um champanhe fantástico muito gelado.


Perg.: Escolhe o tipo de vinho consoante a refeição?

Depende da refeição e da companhia; Tinto ao jantar, Rosé para uma refeição mais original (Asiática), branco numa esplanada a acompanhar peixe ou marisco, ou Champanhe se depois de jantar for dançar, e assim não mudo de bebida.


Perg.: Que região aprecia mais?

Alentejo.


Perg.: Acha que o vinho, bebido moderadamente faz bem?

Sim.


Perg.: Acha o vinho uma boa companhia quando está sozinha?

Acontece, mas não é regra.


Perg.: Já foi ou costuma ir a prova de vinhos?

Já fui, mas não costumo, tenho pouca disponibilidade.


Perg.: Qual o vinho que bebeu que mais gostou?

Recentemente o TERRAS DE ALTER.


Perg.: Gostaria um dia de ter um vinho seu?

Isso é como perguntar se um dia gostaria de ter um perfume meu…

Não está nos meus planos, mas se acontecesse gostava.


Perg.: Se a convidasse a ir a uma prova de vinhos, aceitava?

Tenho pouca agilidade de agenda.


Perg.: Já participou nalguma vindima? Gostava?

Este verão, com os meus filhos pequenos fizemos a apanha da uva em Almeirim.


Perg.: Para terminar, queria que falasse de vinho e romântismo. Acha que combinam?

Se o vinho for apreciado com prazer, com facilidade pode temperar um momento romântico.


Ana, foi um prazer falar consigo, espero que beba muitos e bons vinhos moderadamente.



Obrigado
Enviar um comentário