segunda-feira, 8 de novembro de 2010

ENCONTRO COM O VINHO E SABORES 2010

Este evento é muito importante para os produtores de vinho, mais até do que alguns, muito poucos, que se encontravam no recinto a dar a provar os ditos sabores. Uns enchidos, chocolates, pão com chouriço e não só, e pouco mais. O vinho sim, estava bem presente, bem representado. Mas, os produtores estavam muito mal tratados. Mas o que é que esta organização quer? Espaços minimos a preços de ouro. Ridiculo, como alguns produtores tinham que estar para oferecerem os seus produtos. 10€ a entrada? E o copo? Ainda mais ridiculo. No evento Vinhos do Alentejo sim, um copo à altura a 3€. Mas também os produtores pagam. Mas poderia ser um evento ainda maior, se os preços fossem mais acessiveis, pois sei de alguns produtores que não estiveram presentes devido ao exagerado preço da caixa de fósforos. Também não interessa muito à organização ter lá vinhos menos conhecidos, digo eu. Claro que existem sempre alguns.

Bem, fiz boas provas, bons vinhos, grande qualidade em vinhos menos conhecidos, pois os outros para manterem o nome têm que ter qualidade, boa conversa, boa companhia. Um especial agradecimento a algumas pessoas e empresas, como ao Fernando Magalhães por tudo o que fez, à Improve Wines, que me recebeu muito bem com a simpatia que era de esperar, à Quinta da Murta e ao seu enólogo Hugo Mendes, sempre bem disposto, à Quinta do Pinto em especial à Rita, a produtora, pelos bons vinhos que me mostrou, em especial ao Viognier e Chardonnay e ao Merlot e Syrah magnificos, à casa Rozés que me deu a provar um dos melhores colheitas tardias que provei e um Vinho do Porto Branco Reserva magnifico. À Herdade das Servas e ao amigo Artur, Quinta Mendes Pereira, à Quinta da Pôpa e ao Stephane, à VDS que tinha lá uma excelente Touriga Nacional, e à Quinta do Lubazim, mais propriamente à Catarina, que estava dificil o encontro mas desta vez foi. Um obrigado ao Manuel Pessoa pela companhia no domingo.
Enviar um comentário