quinta-feira, 27 de maio de 2010

À CONVERSA COM RAQUEL CAMARGO MENDES PEREIRA


Conheci Raquel Mendes Pereira. Uma produtora de vinhos do Dão, na sua Quinta da Sobreira, junto a Oliveira do Conde.
Muito simpática, acolhedora e suficientemente à vontade na área que parece ser de homens, mas que algumas mulheres dão cartas. Conversadora, pulso firme e sabedora do que quer, começou logo por dar o que faz de melhor, vinho. Um branco de 2005, juntamente com queijos, pão, chouriço e boa disposição.
Começou por contar um pouco da história. Filha de pai português, que nos anos 80 adquiriu uma quinta na região do Dão. Dos 5 filhos, só Raquel veio para Portugal começar uma coisa de que nada percebia; fazer vinhos.
Com a conversa a rolar, abriu-se uma garrafa de rosé touriga nacional de 2007 delicioso. Com mais um casal amigo que a acompanhava, a conversa foi-se alongando e surgiu que também tem azeite próprio. O pão já estava na mesa, e surge um prato com azeite. O que foi fazer, pois pão molhado em azeite, e que azeite, acompanhado de um rosé magnifico, custa quando acaba. Trocámos ideias, registou-se interesses e opiniões. Entretanto chegou Carlos Cruz, marido de Raquel. Muito simpático, sentou-se á mesa e entrou na conversa agradável que se estava a ter. Mais uns pequenos pormenores surgiram, vendo rótulos e o seu site. Carlos Cruz fez-me um pedido e prometo que não me esqueço. Esta produtora já ganhou várias medalhas com seus vinhos, fruto do trabalho que tem e que faz questão de ser cada ano que passa melhor. Um final de tarde extremamente agradável e enriquecedor, pois aprendi.
Queria desde já agradecer a simpatia de Raquel, assim como de Carlos e familia, e dos amigos que os acompanhavam. Momentos destes nunca poderão ficar esquecidos. Um muito obrigado.
Trouxe para casa um vinho Branco 2005, um Rosé Touriga Nacional 2007, um Reserva 2005 e um Escolha da Produtora 2006. Assim que os tiver provado, comento com certeza aqui no meu cantinho, que é vosso.
Enviar um comentário